28
Set 08

Acordei subitamente.

Um pesadelo do qual nem me conseguia recordar fez-me sobressaltar e acordar de um sono profundo.

Fiquei assim mesmo durante algum tempo. Pensando em tudo e em nada ao mesmo tempo. Sem saber o que havia de fazer...

 

Levantei-me. Estava há demasiado tempo naquele estado. Ou teriam apenas passado uns segundos? Não sabia...Já não sabia o conceito de tempo.

Fui pé ante pé, descalça como era hábito, até à pequena varanda que rodeava a sala. Abri a janela.

Uma borboleta esvoaçava por ali como que a tentar-me mostrar os seus voluteios. Como que a exibir-se. E eu percebi a sua mensagem.

 

Senti, como há muito tempo não sentia, que respirava. Que ainda sentia. Que vivia.

O vento gélido tentava cortar as minhas faces mas eu não lhe dava atenção. Queria desfrutar ao máximo. Tinha conseguido libertar-me.

Tinha reaprendido a viver.


21
Jul 08

Deste-me outra escolha, outra saída? Deste-me um motivo para continuar a acreditar que podia resultar?

Quando te vi com ela, percebi que todos os sorrisos, abraços, carinhos, momentos... todos tinham sido em vão.

Se te amo? Como no primeiro momento em que percebi que não sabia viver sem ti.
Se queria estar contigo? Como todos os dias em que ansiava pelo momento de te olhar nos olhos. Contudo, acabou.

Não há volta a dar; o respeito, o carinho, a paixão, o amor, desmoronaram-se quando percebi que não era a única a quem dizias amar, a única a quem dizias que era a mulher da tua vida.

Talvez seja bom para mim este aperto no coração.
Talvez seja bom sentir que, afinal, não sou única.

Assim, quando o for realmente, conseguirei saborear muito melhor essa panóplia de sentimentos...

 

 

 

/Lara/

rabiscado por Lara às 23:57
neste momento....: Goodbye my lOve...

18
Jul 08

Sinto o teu cheiro. Sinto a tua voz. Apenas não sinto a tua presença.
A minha emancipação custou-me a tua ausência; a ausência do calor dos teus abraços, a ausência da essência dos teus beijos...

Morte? Para quê ter medo dela, se é nela que vivo desde que tu partiste?
Embrenhei-me neste mundo a que chamam Saudade. Mas não sei definir-me, não sei o que sinto, não sei o que sou.
Consigo lembrar-me do significado de felicidade ao teu lado, consigo recordar o que isso provocava em mim.

Mas não consigo recordar como é que eu fazia isso, como fazia eu para sorrir...

/Lara/

 

[ontem, finalmenTe, entreI de férias!!!  x) ]

rabiscado por Lara às 09:19
um pOuco: em feRias!
neste momento....: Same old worLd...

Agosto 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


Nós...
Daisypath Anniversary Years Ticker
quanTos me viSitam* xD
Free Web Counters
Free Counter
o que queRes descObrir?!
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

xD
blogs SAPO