15
Jun 08

Fechei a porta.

Pensei eu que um simples gesto apagaria tudo da minha memória. Me faria esquecer aquilo que tanto me tinha custado a fechar, pensava eu, para sempre.

Como fui ingénua. A porta abriu-se; como se soubesse que eu não podia voltar costas sem resolver tudo na minha mente, no meu coração.

Uma corrente de ar fez-me perceber o que se passava: o passado estava mesmo ali, ao meu lado, pronto a dar-me cabo da cabeça enquanto eu não me disponibilizasse a dar-lhe a atenção que ele merecia. Mas eu não queria... Não queria encarar tudo o que acontecera...

O orgulho foi maior. Tentei seguir em frente, mesmo com ele ao meu lado. Segui o meu caminho sem nunca olhar para ele. E caí. Surpreendentemente, foi ele quem me ajudou a levantar.

Aquilo que eu ignorava há tantos meses foi a minha única ajuda quando eu precisei. Afinal onde estava o presente pelo qual tinha trocado o passado?

Foi aí que percebi. Tinha cometido o maior erro da minha vida. Tinha deixado para trás aquilo que era realmente importante para mim por algo que era apenas uma lufada de ar fresco sem significado.

 

 

"Eu nao sei...
Tanto, sobre tanta coisa
Que às vezes tenho medo
De dizer aquelas coisas
Que fazem chorar..."

/Lara/

rabiscado por Lara às 20:30
um pOuco: perdida.
neste momento....: Eu não sei...

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.


Junho 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
12
13

18
20
21

25



o que queRes descObrir?!
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Os Posts mais rabiscados*
22 comentários
21 comentários
14 comentários
13 comentários
11 comentários
10 comentários
10 comentários
10 comentários
9 comentários
9 comentários
blogs SAPO