28
Fev 09

E hoje é o Baile de Finalistas do M. . E vou jantar com os pais e irmã dele à Mexicana, que por sinal, é o restaurante dos meus pais...Vai ser lindo vai....


Depois conto tudo! Por ora, vou-me arranjar para a festa! =)




/Lara/


Bem e este é o miminho da Mafalda...que é um aquerida que eu tenho acompanhado todos os dias e estou a adorar "conhecê-la"!...

 

Obrigado Mafalda, este é o primeiro miminho que recebo!*

 

Por isso, é para todos os bloguistas que me acompanham...porque se sou uma mulher resolvida, eles acompanham este crescimento!

 

 

/Lara/

 

 


27
Fev 09

Bom a Mafalda passou-me um desafio e como achei tão engraçado vou responder...


Este desafio gira em torno da revelação dos seis sabores preferidos.


Os meus são:

*queijo (qualquer um mas o da serra...xD)

*suissinhos =)

*chocolate suiço

*cheetos

*leitão quentinho

*limão



Entao passo este desafio às seguintes meninas:



Closet

Agirlsanatomy

Sindarin

Pelas Ruas de Lisboa

Lau

Sonhadora-T



E a todos os que quiserem responder!*

Desde já só agradecer à mafalda!***



/Lara/


26
Fev 09

Clara não sabia o que dizer. Nunca se sentira muito atraída pelo espírito carnavalesco, nunca lhe tinham chamado a atenção as serpentinas, os gigantones ou qualquer corso.... Talvez pelo seu medo inexplicável de palhaços...

Contudo, agora era diferente. Ricardo convidara-a para ir com ela a um Baile de Máscaras. E ela sabia que era uma oportunidade fantástica de falarem sobre o que havia acontecido entre eles na noite anterior.. Só que... Ela não fazia a mínima ideia de como se mascarar e não queria fazer figura de parva. Não sabia o que fazer.

Depois de algumas horas passadas a passear pela baixa de Lisboa, entrando em todos os recantos que fossem uma loja à procura de adereços, ela estava feliz. Tinha encontrado o disfarce perfeito.

Iria vestir-se de dama antiga: tinha comprado um vestido de época, com aqueles folhos e rendas característicos; tinha também conseguido uma sombrinha e umas luvas de renda a condizer com o vestido e um gancho perfeito e sublime para o seu cabelo tão volumoso. Talvez até ficasse bonita.


Quando chegou o dia do baile, Clara acordara numa excitação incrível. Inquieta, ansiosa, já nada a parava. Foi então que recebeu um cartão no correio que dizia

"Espera pelo teu cavalheiro em casa. Ele irá aparecer."

Sabia que era Ricardo, reconhecia a sua letra, mas o que quereria ele dizer com aquilo?

À hora marcada, a campaínha soou. Clara estava perfeita. Saiu de casa e ficou atónita. Deparou-se com uma charrete muito bem tratada, e, ao lado, Ricardo vestido como um cavalheiro perfeito para a personagem que ela era naquele dia, com um ramo de flores.


- O teu cavalheiro está aqui.

-Mas Ricardo, como soubeste qual o meu disfarce?  - Clara estava atónita.

- O destino disse-me. Ele quis que ficássemos juntos.


Um beijo apaixonado selou aquelas palavras. Estavam perfeitos. Um para o outro.

 



[texto para a Fábrica de Histórias!]


Parabéns minha querida...apesar de a nossa amizade ainda nem um ano ter, és já parte de mim...

E hoje, nos teus 18aninhOs, estarei ao teu lado para te mostrar que os poucos amigos que tens são verdadeiros...

Adoro-te. E estarei aqui sempre que precisares. Tanto para te aplaudir como para te meter juizo nessa cabecinha...=)


Parabéns meu amor!*




[foto de há alguns meses atrás...quando

ainda éramOs três...]



/Lara/


 

rabiscado por Lara às 11:09
um pOuco: para ti!
neste momento....: Happy Birthday!

Já passou um ano dedes o meu Baile de Finalistas. Aquela noite mais que perfeita.


Agora é o teu meu amor. E Vai ser tão bom como há um ano atrás! =)

 

Há um aninhO atrás...*

 

 

/Lara/


22
Fev 09

-O mar, por mais lindo e brilhante que seja, não nos traz as respostas de que precisamos nas suas ondas. Temos de as descobrir em nós próprios.

Maria não sentira que alguém se tinha sentado ao seu lado.

- Desculpe, mas não o conheço.

- Eu também não a conheço a si. Mas achei que estava demasiado crente de que o mar lhe trará as respostas que tanto procura. E ele não lhe trará mais nada que água.

- Mas o que está para aí a dizer? Quem lhe disse que estou à procura de respostas? - Maria estava cada vez mais receosa. Não conhecia aquele homem de lado algum.

- Ninguém me disse. A ansiedade que os seus olhos revelam mostraram-me isso. Mas não devia procurar as respostas de que precisa nos outros, mas sim em si própria.

- Mas quem é o senhor afinal? E porque está tão preocupado comigo?

- Miguel Santos. Mas isso é o menos relevante. Passeio por aqui há demasiados anos para saber quando alguém está a precisar de conversar.

- Obrigado, mas não precisa de se incomodar. Eu estou muito bem. Mas o mar acalma-me e traz-me a paz de que eu tanto necessito.

- Realmente, o mar não pode berrar aos nossos ouvidos quando está zangado nem chorar quando somos nós a gritar com ele... mas também não nos pode dar umas palavras de apoio quando mais precisamos... Devia procurar os seus amigos. Eles também têm o poder de nos acalmar.

- Amigos? Não sei o que isso é. Há muito tempo que deixei de os ter. Não acredito na existência da amizade verdadeira. Já acreditei, mas isso foi há muito tempo.

- Por muito que alguém a tenha magoado, a amizade é o mais nobre dos sentimentos. O mundo não existiria sem amigos. São eles que nos apoiam, que nos estendem a mão, que nos seguram qunado tropeçamos. Não deixe de acreditar nisso.

Neste momento, Maria olhava o mar ainda com mais ansiedade. Ansiedade de querer (re)acreditar  no que estava a ouvir.

- Miguel, obrigado por todas essas palavras, mas a vida não é assim tão simples. Há problemas insuperáveis, e, nesta fase da minha vida, só posso contar comigo mesma. O mar é o melhor amigo que tenho. Já agora, sou a Maria.

- Tenho pena que se sinta assim, Maria. Por maiores que sejam os problemas que tenhamos de enfrentar, há sempre uma solução; temos é de tentar encontrá-la dentro de nós, não podemos esperar que ela apareça por si só. Não pde desistir de encontrá-las. Estará a desistir de si.

- Já todos desistiram de mim. Porque não hei-de eu fazer o mesmo?

Levantou-se, pegou nas suas sandálias de couro, e caminhou por mar adentro. Afinal, estava com o seu melhor amigo.

 

 

 

[texto escrito para a Fábrica de Histórias!]


"Gosto de ti, desde aqui até à lua.
Gosto de ti, desde a Lua até aqui.
Gosto de ti, simplesmente porque gosto.
E é tão bom viver assim.

Quantas vezes eu parei à tua porta.
Quantas vezes nem olhaste para mim.
Quantas vezes eu pedi que adivinhasses.
Quanto é que eu gosto de ti."


Simplesmente, gosto de ti. Não sei se é d qui até à Lua ou se até mesmo ao Sol...mas sei que é muito. Tanto ao ponto de dar a minha vida por ti.

Cada sorriso, cada olhar, cada carinho, é especial. E é tão especial porque é Meu. Meu e Teu. Nosso.


Gosto de ti.



/Lara/

rabiscado por Lara às 20:24
neste momento....: Adivinha o quanto gosto de ti - André Sardet

21
Fev 09

Não aguento esta distância.

Preciso de ti ao meu lado.


Sabes o quanto me fazes feliz? Sabes o quanto anseio o dia em possamos estar juntos sempre que quisermos? É o meu maior desejo...



E, já agora, já completámos há dois dias 3anos e 10 meses... e foram tão perfeitos!* =)

Para Sempre.




/Lara/

 


E tão farta. Farta de esperar.

 

Quero estar contigo. Quero mesmo. Dava tudo para estar neste momento. No nosso sofá, com o nosso cobertor, a sentir as tuas mãos a acariciarem o meu cabelo...cenário mais que perfeito.

 

 

 

/Lara/


Fevereiro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
12
13

15
16
17
19
20

23
24
25


Nós...
Daisypath Anniversary Years Ticker
quanTos me viSitam* xD
Free Web Counters
Free Counter
o que queRes descObrir?!
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

xD
Os Posts mais rabiscados*
22 comentários
21 comentários
14 comentários
13 comentários
11 comentários
10 comentários
10 comentários
10 comentários
9 comentários
9 comentários
blogs SAPO