13
Mai 09

E pronto. Amanhã acabam os meus dias como caloira... e começam os de Veterana! *

Desde ontem que estamos outra vez a ser praxados e amanhã será o enterro... Vamos ter jantar de Curso para os Padrinhos traçarem a Capa!

E um ano passou.... Como passou rápido..

 

Tive dois 19 em dois dias, embora que em trabalhos!

 

E tenho saudades do M... muitas mesmo. Sinto falta dos nossos momentos.

 

 

/Lara/


10
Mai 09

Não sabia que sítio era aquele. Não sabia o que se estava a passar na sua vida... nem tão pouco sabia o que era a sua vida. Não sabia quem era.

Tinham-lhe dito que se chamava Teresa, que era professora universitária de Psicologia e que havia perdido a memória aquando de um acidente de automóvel. Era tudo o que sabia dos seus 30 anos de vida.


Não se lembrava de sentir amor por algo. De amar a sua profissão ou a sua família. E se nunca tivesse amado? Nunca saberia...

Sentia-se sozinha no mundo. Ninguém compreendia o seu sentimento de impotência e ignorância  perante o que a rodeava. Todos diziam que iria passar e que, um dia, tudo não passaria de um pesadelo. Sabiam lá eles o que era aquilo.

Estava na sua suposta casa mas não reconhecia nada do que por ali se encontrava. As molduras com as fotografias eram o que lhe metia mais confusão. Via em si um sorriso enorme, quase sempre agarrada a pessoas que não fazia a mínima ideia de quem fossem, mas não sentia nada.

Decidiu então ir atá à Faculdade onde lhe tinham dito que era docente. Era um edifício muito bonito, com um jardim em toda a volta, que espelhava a Primavera que se fazia sentir.

Olhava em todas as direcções mas não via nada que lhe fosse familiar, que despertasse em si o sentimento de já ter estado ali antes. Estava com tanta gente, mas tão só.


Foi então que viu uma rapariga, sentada à sombra de uma das muitas árvores de fruto que ali se encontravam, a ler um livro que, não fazendo ideia porquê, lhe chamou a atenção. Olhou de novo. Algo naquele livro lhe era familiar. "Memórias Esquecidas" era o título.

Um aperto no seu coração fê-la recordar de onde conhecia o livro. Ela própria o escrevera, há alguns anos atrás, aquando da sua tese de doutoramento..


Lembrou-se de tudo.

Do que era, porque o era. De onde vinha...e para onde queria ir.

Sabia quem era. Estava menos só.

Perdera alguns momentos da sua vida... Mas  recordava tudo o que fazia de si a pessoa que era.


E era bom.

Sabia bem conhecer-se.




[texto para a Fábrica de Histórias!]


Bem...Já não escrevia há alguns dias.


Tive 16 a Anatomia.

O teste de Química Orgânica não sei como correu... mas não tenho muitas esperanças.


O fim-de-semana na Guarda foi bom. Com as Anatrómicas a conhecer este cantinho e a adorar a Mexicana...é para repetir!


E agora...estou a poucas horas de voltar para Lisboa.



/Lara/


06
Mai 09

Mais um dia em que a Química Orgânica me deu a volta ao juízo. Completamente. Grrr...

O que vale é que estou tão ansiosa pelo fim-de-semana com as minhas Anatrómicas e com o M. na Guarda que já não quero saber disto para nada... o semestre passado dos 120 que foram a exame, passaram 5... o que é um saldo extremamente positivo que me deixa com muitas esperanças.... Enfim.


Tenho saudades do M. Muitas mesmo. E cada vez mais. Sinto-me tão "sem-ele"... Preciso dele mais do que qualquer outra pessoa. E não é que os meus pais não me façam falta, bem pelo contrário, só  que a falta que sinto do M. é mais difícil de controlar...


Amanhã já é quinta-feira! Yupiiii...

 

 

"Saudade é um afeto, excelso amor, o melhor amor e o mais incorruptível que o passado nos herda." Camilo Castelo Branco

 



/Lara/


05
Mai 09

Estou cansada. Cansada de discussões parvas com o M. quando ambos sabemos que só queremos estar bem. Grr...maldito amor que nos faz ser assim,por vezes ciumentos, outras vezes descontrolados. Mas amamo-nos... e temos conseguido viver com isto. É o que vale, O amor que nos une é forte de mais.. Não conseguims estar muito tempo amuados!

Hoje mal estudei. Estou com o cérebro mesmo cansado. Preciso de uma boa noite de descanso. Mesmo.

 

"Só o que sonhamos é o que verdadeiramente somos, porque o mais, por estar realizado, pertence ao mundo e a toda a gente." Fernando Pessoa

 

 

 

/Lara/


04
Mai 09

Lisboa. Que cidade infernal. è incrível como o stress aparece assim que pisamos este solo lisboeta.


Já tinha saudades das Anatrómicas da minha vida. Estão a tornar-se essenciais para mim. Por isso, no próximo fim-de-semana, levo-as para a Guarda para apreciarem o "Ar da Guarda".. E para irem à Semana Académica de lá! vai ser lindo...


Preciso tanto do M. À medida que os dias passam, sinto-me ainda mais ligada a ele, a este amor que perdura(rá). Não sei como é possível que esta ligação continue a crescer mesmo quando penso que já chegou ao limite.

Já dou por mim a fazer planos. Planos esses que quero tanto que aconteçam que tenho medo de os estragar.

Amo-o. E ele a mim. E somos tão felizes



"Do you want to go to the seaside?
I'm not trying to say that everybody wants to go
I fell in love at the seaside
She handled her charm with time and slight of hand, and oh

But I'm just trying to love you
In any kind of way
But I find it hard to love you girl
When you're far away
Away"



/Lara/

rabiscado por Lara às 21:23
neste momento....: Takin' Back My Love - Ciara & Enrique Iglesias
um pOuco: contigo...

03
Mai 09

Mãe Guida:
não sabes o orgulho que tenho por poder dizer que te conheci, que convivi contigo durante 9 anos, que foste a minha outra mão durante todo esse tempo...


Foste a pessoa mais fantástica que conheci; eras generosa, amiga, culta, consciente da realidade à tua volta. Eras perfeita. Todos os teus pequeninos defeitos tu tornaste em qualidades com esse jeito meigo e fantástico que só tu tinhas!

Ajudaste-me a crescer, a tornar-me uma pessoa muito melhor, com valores muito idênticos aos teus...e não sabes como me orgulho em ser assim!
Cuidas-te sempre de mim, ralhaste comigo quando achas-te ser necessário, sorriste para mim sempre que eu precisei de um sorriso amigo... Amparaste-me quando as saudades do Pai se tornavam insuportáveis, quando já pensava não aguentar mais. Tu conseguias fazer-me sorrir e atenuar toda a dor.

Partiste. Foste embora. Há quase 7anos que o mundo te perdeu. Que eu te perdi.

Mas tudo o que fizeste ficará para sempre no meu coração. Porque pessoas como tu são únicas e irrepetíveis. E eu tive a sorte de poder estar contigo.


Amo-te Guida. Minha outra mãe. Minha eterna amiga.



[Porque tive duas mães. Fui uma sortuda. e não podia esquecer-me desta outra.]


Mãe.

A distância uniu-nos ainda mais.

Não gosto dos clichés do "  minha mãe é a melhor do mundo" ou assim. Para mim, basta que sejas a minha. Isso faz de ti a mais especial. Única.


Hoje, para além de ser o teu dia, fazes anos! E foi uma dor de cabeça arranjar a prenda perfeita...mas acho que vais gostar! Parabéns Mãe!

Estarei sempre aqui. Eu e tu estaremos para sempre ligadas.


Amo-te.






/Lara/

 


01
Mai 09

Guardaa! *

O sorriso começa agora a voltar... estou a melhorar aos pouquinhos de uma Gastroentrite que teima em não querer afastar-se de mim. Grr...


A Química Orgânica está a dar-me a volta à cabeça. Não sei como isto vai correr... Mas pronto. Vou tentar. Don't give up!*

Espero que estejam a aproveitar bem este Dia do Trabalhador... Ao menos eu, estou na minha casa e vou jantar com o M. (apesar de não poder comer grande coisa!).


Tenho saudades dele. Tenho saudades dos nossos momentos. Precisamos de algum tempo só nosso.



/Lara/


 


Maio 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

11
12
14
15

18
21

24
28
29
30



o que queRes descObrir?!
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Os Posts mais rabiscados*
22 comentários
21 comentários
14 comentários
13 comentários
11 comentários
10 comentários
10 comentários
10 comentários
9 comentários
9 comentários
blogs SAPO