24
Nov 08

 

"Neste infinito fim que nos alcançou
Guardo uma lágrima vinda do fundo
Guardo um sorriso virado para o mundo
Guardo um sonho que nunca chegou

Na minha casa de paredes caídas
Penduro espelhos cor de prata
Guardo reflexos do canto que mata
Guardo uma arca de rimas perdidas

Na praia deserta dos dias que passam
Falo ao mar de coisas que vi
Falo ao mar do que conheci...

No mundo onde tudo parece estar certo
Guardo os defeitos que me atam ao chão
Guardo muralhas feitas de cartão
Guardo um olhar que parecia tão perto

Para o país do esquecer o nunca nascido
Levo a espada e a armadura de ferro
Levo o escudo e o cavalo negro
Levo-te a ti... levo-te a ti... levo-te a ti
para sempre comigo...

Na praia deserta dos dias que passam
Falo ao mar de coisas que vi
Falo ao mar do que nunca perdi."

 

 

Quiseste arriscar. Arriscámos. Remámos contra a maré e, por fim, deixámos o turbulento mar para chegar à calmaria da praia. Uma praia só nossa. Que só nós conhecemos, que nos pertence.

Não quer dizer que não apareçam umas ligeiras ventanias que nos possam abalar..mas nada nos pode derrubar.


Somos fortes. Somos únicos. Somos nós.


Ninguém mais entrará na praia. Nossa para sempre =D



AmO.te   




/Lara/

rabiscado por Lara às 22:45
um pOuco: tua....
neste momento....: Fim - Toranja

Novembro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
12
14
15

17
20
22

23
27



o que queRes descObrir?!
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Os Posts mais rabiscados*
22 comentários
21 comentários
14 comentários
13 comentários
11 comentários
10 comentários
10 comentários
10 comentários
9 comentários
9 comentários
blogs SAPO