28
Nov 08

"A cidade é um chão           de culturas variadas

é fermento corado             na masseira de suores

e vida fertilizante           poema de dias melhores

é pastor de muitas vidas      rebanho de mil cabeças

esperanças semi-desfeitas     glórias bem apregoadas.


A cidade é projecção          da luta continuada

que todos os dias renasce     na certeza do entardecer

porém ao alvorecer            quando o sol se levanta

há uma angústia latente       no coração dos homens.


A cidade é malícia            com bondade à mistura

é antro de solidão            ou bar/café de frescura;

lógica entrelaçada            nos esgares da paixão

onde perdura a noite          na aurora do coração."

-José Monteiro



Porque já era altura do talento ser reconhecido. Porque já estava na hora do medo desaparecer e arriscar.

Porque a arte tem de ser apreciada por todos. E este poema, o meu favorito, é uma obra fantástica de alguém que vê a vida tal como ela é mas ainda acredita que pode mudar!

Foi uma honra para mim ter estado presente neste dia tão especial. Espero que venham muitos e muitos mais.


Porque os grandes poetas não são os mais conhecidos..são os que nascem poetas!

Parabéns!






/Lara/


04
Nov 08

"O amor é uma companhia.
Já não sei andar só pelos caminhos,
Porque já não posso andar só.
Um pensamento visível faz-me andar mais depressa
E ver menos, e ao mesmo tempo gostar bem de ir vendo tudo.
Mesmo a ausência dela é uma coisa que está comigo.
E eu gosto tanto dela que não sei como a desejar.

Se a não vejo, imagino-a e sou forte como as árvores altas.
Mas se a vejo tremo, não sei o que é feito do que sinto na ausência dela.
Todo eu sou qualquer força que me abandona.
Toda a realidade olha para mim como um girassol com
a cara dela no meio."

Alberto Caeiro - Fernando Pessoa

 

 

O "eu" já não existe no meu vocabulário. Apenas o nós.

O nós que preenche toda a minha vida.

O nós que me faz feliz.

O nós que eu amo.

 

 

/Lara/

 

 

[para que fique registado... primeira frequência... 19,6 xD]

 

rabiscado por Lara às 19:31
neste momento....: No one...
um pOuco: contigO...

17
Jun 08

"Deus"

"Às vezes sou o Deus que trago em mim
E então eu sou o Deus e o crente e a prece
E a imagem de marfim
Em que esse deus se esquece.

Às vezes não sou mais do que um ateu
Desse deus meu que eu sou quando me exalto.
Olho em mim todo um céu
E é um mero oco céu alto."

Fernando Pessoa

 

Esgotada de tudo isto.

Talvez também precise de sentir que tenho um "Deus" dentro de mim...

Apenas queria poder sorrir. apenas queria poder vOltar a ser um orgulho para alguém...

 

 

/Lara/

rabiscado por Lara às 20:25
um pOuco: descrenTe...
neste momento....: Cannonball

15
Mar 08
 

"Não quero ficar na memória das gentes

 

Devido a riquezas que saiba guardar,

 

Prefiro lembranças, quiçá mais decentes,

 

Nascidas das causas que soube abraçar.

 
 
 

Não quero tornar-me modelo de alguém

 

Por ocas palavras, discursos à toa,

 

Prefiro tornar-me lembrança de quem

 

Escute em meus versos a alma que ecoa.

 

 

 

 

 

Não quero sentir sedução pelos mundos

 

Que não reconhecem os homens de bem,

 

Nem mesmo respeitam a fé de ninguém;

 
 
 

Prefiro guardar sentimentos, profundos,

 

De paz e justiça, partilha e amor,

 
 

Tornados premissas dum mundo melhor."  Vítor Cintra


 
 

pOrque apenAs queRia um mundO melhOr...

rabiscado por Lara às 21:46
neste momento....: I Believe I can fly*

13
Mar 08

Desilusão...tristeza...descrença...

 


Já não acredito que tudo possa vir a melhorar...já não acredito em (quase) ninguém...*

 


 


 

"Eu sei que o meu desespero não interessa a ninguém.

 

Cada um tem o seu, pessoal e intransmissível:

 

com ele se entretém

 

e se julga intangível.

 


 

Eu sei que a Humanidade é mais gente do que eu,

 

sei que o Mundo é maior do que o bairro onde habito,

 

que o respirar de um só, mesmo que seja o meu,

 

não pesa num total que tende para infinito.

 


 

Eu sei que as dimensões impiedosos da Vida

 

ignoram todo o homem, dissolvem-no, e, contudo,

 

nesta insignificância, gratuita e desvalida,

 

Universo sou eu, com nebulosas e tudo."

 


 

António  Gedeão, "Amostra Sem Valor"

 

 

                            


rabiscado por Lara às 22:33
um pOuco:
neste momento....: 5:19... Matt Wertz

03
Mar 08

"Porque os outros se mascaram mas tu não

Porque os outros usam a virtude

Para comprar o que não tem perdão.

Porque os outros têm medo mas tu não.

Porque os outros são os túmulos caiados

Onde germina calada a podridão.

Porque os outros se calam mas tu não.

Porque os outros se compram e se vendem

E os seus gestos dão sempre dividendo.

Porque os outros são hábeis mas tu não.

Porque os outros vão à sombra dos abrigos

E tu vais de mãos dadas com os perigos.

Porque os outros calculam mas tu não."

 

Sophia de Mello Breyner Andersen...

_________________________________________________________________

 

pOrque este pOema reflecte tudO o que tu és...perfeito!*


                   

rabiscado por Lara às 21:46
neste momento....: Hey There Delilah
um pOuco: não sei...=/ bah
tags: ,

22
Out 07
“O porto que sonho é sombrio e pálido
E esta paisagem é cheia de sol deste lado…
Mas no meu espírito o sol deste dia é porto sombrio
E os navios que saem do porto são estas árvores de sol…”
 
Natura sarat, medices curat…
 
 

11
Out 07

Podemos pensar que a amizade acabou…
Mas a verdadeira,
Para quem sempre amou
Fica sempre à beira
Do que para trás ficou.
O futuro virá risonho
A amizade uma realidade
Será sempre um sonho
De ti sentir saudade.
 
 
 
Assim, saberei que eu existo para ti e tu existes para mim…
 
 
 
 
 
 
 
 
Porque ainda há amizades verdadeiras, esta é uma homenagem que vos faço...
 
                          
                 
 
 
                                   
 

rabiscado por Lara às 22:19
neste momento....: "13 mulheres"
um pOuco: Feliz**
tags: ,

02
Out 07

"Onde você vê um obstáculo,
alguém vê o término da viagem
e o outro vê uma chance de crescer.

Onde você vê um motivo pra se irritar,
Alguém vê a tragédia total
E o outro vê uma prova para sua paciência.

Onde você vê a morte,
Alguém vê o fim
E o outro vê o começo de uma nova etapa...
Onde você vê a fortuna,
Alguém vê a riqueza material
E o outro pode encontrar por trás de tudo, a dor e a miséria total.

Onde você vê a teimosia,
Alguém vê a ignorância,
Um outro compreende as limitações do companheiro,
percebendo que cada qual caminha em seu próprio passo.

E que é inútil querer apressar o passo do outro,
a não ser que ele deseje isso.
Cada qual vê o que quer, pode ou consegue enxergar."

"Porque eu sou do tamanho do que vejo.
E não do tamanho da minha altura."

 

 

Fernando Pessoa...

 

para mim, um dos seus melhores poemas...porque me faz lembrar da minha própria vida...****

 

rabiscado por Lara às 15:23
neste momento....: "Quem me leva os meus fantasmas" - Pedro Abrunhosa
um pOuco: incrívelmente calma...
tags:

Agosto 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


o que queRes descObrir?!
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Os Posts mais rabiscados*
6 comentários
2 comentários
2 comentários
1 cometário
1 cometário
blogs SAPO