26
Mai 09

"Gosto de dizer. Direi melhor: gosto de palavrar. As palavras são para mim corpos tocáveis, sereias visíveis, sensualidades incorporadas. Talvez porque a sensualidade real não tem para mim interesse de nenhuma espécie – nem sequer mental ou de sonho –, transmudou-se-me o desejo para aquilo que em mim cria ritmos verbais, ou os escuta de outros."

Fernando Pessoa

 

 

E pronto. Não quero falar. não sei verbalizar a dor que sinto. Por isso, prefiro estar calada.

 

 

/Lara/


28
Abr 09

E pronto. Epidemiologia já está! E até me correu bem, porque a matéria onde estava menos à vontade, não saiu!


Hoje decidi fazer uma folga no estudo e fui ao ginásio e depois foi só ver TV e episodio novo de Prison Break (sim, sou completamente viciada nisto, culpa do M., e em Anatomia de Grey!).

Sabe tão bem estar aqui sem estar com livros à frente...mas amanhã tenho de recomeçar...porque vem aí Químcia Orgânica e eu tenho a leve sensação que não sei NADA!...


E a brincar a brincar, estamos na recta final do meu 1ºano de faculdade e a mim parece-me que ainda ontem entrei...passou tão mas tão rápido!



"Amar é cansar-se de estar só: é uma cobardia, portanto, e uma traição a nós próprios."

Fernando Pessoa - Livro do Desassossego




/Lara/


26
Abr 09

Desculpem a ausência...não foi propositada...mas foi extremamente necessária. A Anatomia ocupou-me o tempo todo até sexta-feira, e depois fui para a Guarda e fiquei sem internet...grr...


Frequência de novo na terça-feira a Epidemiologia...Pelo menos não tenho nada para decorar (ou pelo menos quase nada, comparando com Anatomia!). E até gosto!

Tenho imensas saudades de espreitar os vossos blogs e prometo que,assim que puder, o farei!*



"O amor romantico é como um traje, que, como não é eterno, dura tanto quanto dura; e em breve, sob a veste do ideal que formámos, que se esfacela, surge o corpo real da pessoa humana em que o vestimos.

O amor romântico, portanto, é um caminho de desilusão, aceite desde o princípio, decide variar de ideal constantemente, tecer constantemente, nas oficinas da alma, novos trajes, com que constantemente se renove o aspecto da criatura por eles vestida."

Fernando Pessoa - Livro do Desassossego



/Lara/


11
Abr 09

"Um dia a maioria de nós irá se separar.
Sentiremos saudades de todas as conversas jogadas fora,
as descobertas que fizemos,
dos sonhos que tivemos,
dos tantos risos e momentos que compartilhamos.
Saudades até dos momentos de lágrima, da angústia,
das vésperas de finais de semana,
de finais de ano,
enfim... do companheirismo vivido.

Sempre pensei que as amizades continuassem para sempre.
Hoje não tenho mais tanta certeza disso.
Em breve cada um vai pra seu lado, seja pelo destino,
ou por algum desentendimento, segue a sua vida, talvez
continuemos a nos encontrar quem sabe... nos e-mails trocados.
Podemos nos telefonar conversar algumas bobagens...
Aí os dias vão passar, meses... anos...
até este contato tornar-se cada vez mais raro.
Vamos nos perder no tempo...

Um dia nossos filhos
verão aquelas fotografias e perguntarão,
Quem são aquelas pessoas?
Diremos...Que eram nossos amigos.

E... isso vai doer tanto!
Foram meus amigos, foi com eles que vivi
os melhores anos de minha vida!
A saudade vai apertar bem dentro do peito.
Vai dar uma vontade de ligar, ouvir aquelas vozes novamente....
Quando o nosso grupo estiver incompleto...

Nos reuniremos para um ultimo adeus de um amigo.
E entre lágrima nos abraçaremos.
Faremos promessas de nos encontrar mais vezes daquele dia em diante.

Por fim, cada um vai para o seu lado
para continuar a viver a sua vidinha isolada do passado.
E nos perderemos no tempo....
Por isso, fica aqui um pedido desta humilde amigo:

Não deixes que a vida passe em branco, e que pequenas
adversidades seja a causa de grandes tempestades...
Eu poderia suportar, embora não sem dor, que tivessem
morrido todos os meus amores, mas enlouqueceria se
morressem todos os meus amigos!"

Fernando Pessoa



Simplesmente lindo...o que a loucura é capaz de fazer! (sim, eu assumo, eu acho que o Fernando Pessoa, esse grande senhor da poesia portuguesa, era completamente doido, mas era uma loucura fantástica!).

 

 


/Lara/


18
Dez 08

"Matar o sonho é matarmo-nos.

É mutilar a nossa alma.

O sonho é o que temos de realmente nosso,

de impenetravelmente e inexpugnavelmente nosso."

Fernando Pessoa


 

Esse sonho que sempre tive...estou a perdê-lo. Estou a perder as forças.

Já não quero saber de nada. Não quesro ver Biologia, Matemática ou Anatomia. Já nada é meu.




Apenas quero ir para casa.




/Lara/

rabiscado por Lara às 20:36
neste momento....: I'm Your's

10
Dez 08

"No tempo em que festejavam o dia dos meus anos,
Eu era feliz e ninguém estava morto."


 

Está quase, quase, quase. Um passinho de cada vez, algumas quedas, alguns tropeções, por vezes escadas amigas... Cheguei.

Serei responsável por mim e pelos meus actos. Estarei por minha conta. E tenho medo.


Medo de falhar. Medo de desiludir. Medo de crescer.


Preciso deles ao meu lado.





/Lara/


08
Dez 08

"(...)

Há sem dúvida quem ame o infinito,
Há sem dúvida quem deseje o impossível,
Há sem dúvida quem não queira nada -
Três tipos de idealistas, e eu nenhum deles:
Porque eu amo infinitamente o finito,
Porque eu desejo impossivelmente o possível,
Porque eu quero tudo, ou um pouco mais, se puder ser,
Ou até se não puder ser...

E o resultado?
Para eles a vida vivida ou sonhada,
Para eles o sonho sonhado ou vivido,
Para eles a média entre tudo e nada, isto é, isto...
Para mim só um grande, um profundo,
E, ah com que felicidade infecundo, cansaço,
Um supremíssimo cansaço.
Íssimo, íssimo. íssimo,
Cansaço..."

- Álvaro de Campos

 

 

Cansada. Mas tão ansiosa.

Daqui a 4dias, poderei, finalmente, dar um contributo ao mundo...

E vai saber tão bem!!!! =D*

/Lara/


01
Dez 08

Saudades de viver aqui..quero ficar.


Amanhã...Lisboa.


"É talvez o último dia da minha vida.

Saudei o Sol, levantando a mão direita,

Mas não o saudei, dizendo-lhe adeus,

Fiz sinal de o gostar de ver antes: mais nada."

-Alberto Caeiro



amOt amOr@




/Lara/

 

 

[Madagáscar 2 - perfeito =D]


30
Nov 08

"O meu olhar azul como o céu 
É calmo como a água ao sol. 
É assim, azul e calmo, 
Porque não interroga nem se espanta ... 


Se eu interrogasse e me espantasse 
Não nasciam flores novas nos prados 
Nem mudaria qualquer cousa no sol de modo a ele ficar mais belo... 
(Mesmo se nascessem flores novas no prado 
E se o sol mudasse para mais belo, 
Eu sentiria menos flores no prado 
E achava mais feio o sol ... 
Porque tudo é como é e assim é que é, 
E eu aceito, e nem agradeço, 
Para não parecer que penso nisso...)"

-Alberto Caeiro



Porque "Amar é a eterna inocência, e a única inocência não pensar..."



 

/Lara/


05
Nov 08

"Adoramos a perfeição, porque não a podemos ter; repugna-la-íamos, se a tivéssemos. O perfeito é desumano, porque o humano é imperfeito."

Fernando Pessoa

 

 

Imperfeição. Ora aí está a minha maior qualidade.

 

 

 

 

/Lara/


Agosto 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


Nós...
Daisypath Anniversary Years Ticker
quanTos me viSitam* xD
Free Web Counters
Free Counter
o que queRes descObrir?!
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

xD
Os Posts mais rabiscados*
9 comentários
6 comentários
3 comentários
3 comentários
3 comentários
3 comentários
2 comentários
1 cometário
blogs SAPO