24
Mai 10

"Pedes-me um tempo,
para balanço de vida.
Mas eu sou de letras,
não me sei dividir.
Para mim um balanço
é mesmo balançar,
balançar até dar balanço
e sair..

 

Pedes-me um sonho,
para fazer de chão.
Mas eu desses não tenho,
só dos de voar.

 

Agarras a minha mão
com a tua mão
e prendes-me a dizer
que me estás a salvar.
De quê?
De viver o perigo.
De quê?
De rasgar o peito.
Com o quê?
De morrer,
mas de que paixão?
De quê?
Se o que mata mais é não ver
o que a noite esconde
e não ter
nem sentir
o vento ardente
a soprar o coração...

 

Pedes o mundo
dentro das mãos fechadas
e o que cabe é pouco
mas é tudo o que tens.
Esqueces que às vezes,
quando falha o chão,
o salto é sem rede
e tens de abrir as mãos.

 

Pedes-me um sonho
para juntar os pedaços
mas nem tudo o que parte
se volta a colar."

 

 

Um balanço de vida. Um querer estar feliz com o que tenho. Mas sou insatisfeita por natureza. Aliás, como todos devemos ser.

Sim sou feliz. Mas quero mais. Muito mais.

Quero degustar tantas outras sensações, sabores, alegrias, emoções, saudades.... Quero sentir-me mais vezes triste, feliz, confusa, a caír, a levantar-me.... Quero aprender tanto e tanto mais.....

Quero que ele continue cá. Quero que os meus "importantes" continuem aqui comigo.

 

 

Quero a tua mão. Junto à minha. Para caminharmos lado a lado.

 

 

 

/Lara/

 

 

[não consigo expressar mais os meus sentimentos quando oiço esta música. Sinto-a de uma forma especial.]

rabiscado por Lara às 22:25
neste momento....: Balançar - Mafalda Veiga e Tiago Bettencourt
tags: ,

03
Jun 09

Tantos trabalhos...e as frequências à porta. Estou a entrar no meu ponto de ebulição!

Amanhã vamos passar o dia e a noite a acabar o último trabalho...não vejo a hora de estar tudo pronto!!!


E tenho saudades do M. Estou tão chateada com ele, mas as saudades são maiores.... maldito coração!



E pronto...é isto a minha vida.



/Lara/


15
Mar 09

Mais um fim-de-semana que chegou ao fim.

 

Às vezes, tentamos tanto ser felizes que nos esquecemos que nada é eterno, que nada será para sempre. Porque existe, no mínimo, a morte.

Vivo muito para os outros. Nunca escondi isso, Nunca fiz disso um tabu e, sinceramente, talvez nem seja um defeito. è simplesmente uma forma diferente de viver e de encarar este labirinto e emaranhado de emoções que é a vida. Contudo, de há  uns meses para cá, aprendi a viver não para os outros, mas com os outros. não que fosse egocêntrica ou egoísta antigamente; simplesmente aprendi a disfrutar da minha felicidade em conjunto com a dos outros.

Agora que estou longe, o medo de perder alguém acentuou-se. Porque penso de cada vez que volto a casa, que pode ser a última vez que abraço alguém que amo. Não vivo obcecada com isso, mas faz parte das minhas preocupações diárias.

Tenho a necessidade de falar com todos eles diariamente, nem que seja para os relembrar de quanto os amo, de como sou feliz porque os tenho ao meu lado.

Tenho medo. Um medo incessante de os perder.

 

Porque eu sou um pouco deles. E eles são um pouco de mim. E se eles forem, vão levar partes de mim.

 

Aí, esta Lara deixará de existir.

 

 

 

/Lara/


03
Jan 09

E amanhã, de volta a Lisboa.

Apesar de até já sentir saudades daquela que, agora é, um pouco minha casa, aquilo que me prende aqui é mais forte que tudo: a família, os amigos, o amor.

Vem aí um mês atribulado, com a frequências a tudo e mais alguma coisa... Bah...tanto estudo pela frente.


Vou ter saudades.




/Lara/

rabiscado por Lara às 20:44
neste momento....: Feel like Tonight...

02
Jan 09

"Desculpa lá se não te disse tudo o que queria dizer.
Desculpa lá se quis ser perfeita ainda assim te fiz sofrer.
Não foste só mais um, eu posso jurar ainda que não queiras acreditar. Ai se eu pode-se fazer o tempo voltar atrás.

Mas sei que não basta pedir-te perdão.

Foi uma loucura perdi a razão.

Mas se não se já não dá desculpa lá.

Desculpa lá se escondi o jogo e acabei por trair.
Desculpa lá agora sei que o amor não nos deixa mentir.
É tarde e estou só e só vou ficar.
Tu não me perdoas não posso voltar
Mas se não se já não dá desculpa lá

Desculpa lá se quis levar-te a jogo e te fiz perder
Desculpa lá por ter dado as cartas sem as conhecer
Agora que eu volto so tens de me ouvir
Depois me diras se volto a partir ai se eu pode-se fazer o tempo voltar atras.

Mas sei que não basta pedir-te perdão.

Foi uma loucura perdi a razão.

Mas se não se já não dá desculpa lá."

Diana Lucas

 

 

Com saudades tuas.nossas. preciso de ti.cada vez mais. fazes-me falta. tanta, tanta, tanta...

Mais um ano juntos meu amor. Quase 4anos já se passaram...Quantos mais virão? O resto da vida, espero.

 

Estaremos sempre lado a lado, de mão dada, saltando as dificuldades e sorrindo um para o outro.

AmO-te.

 

 

/Lara/


21
Ago 08

"Não falei contigo
Com medo que os montes e vales que me achas
Caíssem a teus pés...
Acredito e entendo
Que a estabilidade lógica
De quem não quer explodir
Faça bem ao escudo que és...

Saudade é o ar
Que vou sugando e aceitando
Como fruto de verão
Nos jardins do teu beijo...
Mas sinto que sabes que sentes também
Que num dia maior serás trapézio sem rede
A pairar sobre o mundo
Em tudo o que vejo...

É que hoje acordei e lembrei-me
Que sou mago feiticeiro
Que a minha bola de cristal é folha de papel
Nela te pinto nua, nua
Numa chama minha e tua.
Numa chama minha e tua

Desconfio que ainda não reparaste
Que o teu destino foi inventado
Por gira-discos estragados
Aos quais te vais moldando...
E todo o teu planeamento estratégico
De sincronização do coração
São leis como paredes e tectos
Cujos vidros vais pisando...

Anseio o dia em que acordares
Por cima de todos os teus números
Raízes quadradas de somas subtraídas
Sempre com a mesma solução...
Podias deixar de fazer da vida
Um ciclo vicioso
Harmonioso ao teu gesto mimado
E à palma da tua mão..."

 

 

 

 

Ensinaste-me a ser feliz. Ensinaste-me a (voltar) a sorrir. Ensinaste-me a (re)viver.

Ensinaste-me tudo. @

 

Para sempre tua...

 

 

/Lara/ 

rabiscado por Lara às 17:37
um pOuco:
neste momento....: Carta
tags: , ,

22
Jun 08

Percorro esta estrada...

Tento não olhar para trás. Sei que se olhar vou encontrar erros cometidos e não quero. quero sentir-me bem com todas as decisões que tomei, tenham sido baos ou más, foi as que achei melhor na altura própria.

Também não olho muito para a frente, para o futuro. Já o fiz, sim. Vezes de mais, até. Contudo, percebi que estava a cometer um erro...

Quero apenas olhar para o momento presente; percorrer este caminho ao lado de todas as pessoas que amo e são tão importantes para mim, pelas quais daria a minha vida. 

Quero experimentar esta panóplia de sensações, emoções,desejos, sentimentos, momentos. Como preciso de os saborear ao pormenor... fazem-me bem.

Ao olhar tudo o que me rodeia, percebo que és o meu "ar". E que todos os outros, aqueles que amo de verdade, são o meu verdadeiro suporte para continuar a lutar e a acreditar em mim...

 

Apenas desejo continuar a caminhar convosco ao meu lado. E quero apenas continuar a ultrapassar todas as barreiras e, acima de tudo, a conseguir sorrir!!!

" When you go
And would you even turn to say
I don't love you
Like I did
Yesterday"

 

 

/Lara/

rabiscado por Lara às 21:09
um pOuco: nervOsa...feliz
neste momento....: I don't love yOu...

28
Mar 08

"Desce pela avenida a lua nua

Divagando à sorte, dormita nas ruas

Faz-se de esquecida, a minha e tua

Deixando um rasto, que nos apazigua

Sou um ser que odeias mas que gostas de amar

Como um barco perdido à deriva no mar

A vida que levas de novo outra vez

O mundo que gira sempre a teus pés

Sou a palavra amiga que gostas de ouvir

A sombra esquecida que te viu partir

A noite vadia que queres conhecer

Sou mais um dos homens que te nega e dá prazer

A voz da tua alma que te faz levitar

O átrio da escada para tu te sentares

Sou as cartas rasgadas que tu não lês

A tua verdade, mostrando quem és

Entra pela vitrina surrealista

Faz malabarismo a ilusionista

Ilumina o céu que nos devora

Já se sente o frio, está na hora de irmos embora

Sou um ser que odeias mas que gostas de amar

Como um barco perdido à deriva no mar

A vida que levas de novo outra vez

O mundo que gira sempre a teus pés

Sou a palavra amiga que gostas de ouvir

A sombra esquecida que te viu partir

A noite vadia que queres conhecer

Sou mais um dos homens que te nega e dá prazer

Sou a voz da tua alma que te faz levitar

O átrio da escada para tu te sentares

Sou as cartas rasgadas que tu não lês

A tua verdade, mostrando quem és

Sou um ser que odeias mas que gostas de amar

Um barco perdido à deriva no mar

A vida que levas de novo outra vez

O mundo que gira sempre a teus pés

Sou a palavra amiga que gostas de ouvir

A sombra esquecida que te viu partir

A noite vadia que queres conhecer

Sou mais um dos homens que te nega e dá prazer

A voz da tua alma que te faz levitar

O átrio da escada para tu te sentares

Sou as cartas rasgadas que tu não lês

A tua verdade, mostrando quem és

Um resto de tudo

Que possa existir

Mostrando quem és

Um resto de tudo."

 

pOrque sou um resto de tudo...e porque esta música me faz lembrar de ti.fazes-me falta.

mas sei que me vais ajudar a ter força.e eu vou conseguir dar o salto de que preciso para alcançar aquilo.sei que sim.

 

                       

 


rabiscado por Lara às 21:30
um pOuco: cOm a força de que preciso...
neste momento....: I Miss yOu

18
Mai 07

Bah...O mundo parece avançar mas nunca muda o que está errado...Completamente farta disto é como eu me sinto...Uns têm tudo, outros não têm nda...Que mundo desigual é este?!Desiludida com tudo e todos....Apenas algumas alegrias me fazem sorrir...Já não aguento isto....***


27
Abr 07

O dia continua chuvoso...Contudo o Sol já conseguiu brilhar!

Não sei bem porquê mas sinto que já não pertenço aki, talvez pertença ao novo planet que foi descoberto...Quem sabe?!...

Apesar de tudo, sei que a vida não é tão má quanto parece, nós é que a corrompemos...Enfim, o Homem não poderia ser perfeito....

 

 

 


Agosto 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


o que queRes descObrir?!
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Os Posts mais rabiscados*
5 comentários
4 comentários
3 comentários
2 comentários
1 cometário
blogs SAPO